O Automóvel Clube de Portugal (ACP) almeja instituir uma nova competição todo o terreno no panorama desportivo nacional. De acordo com o site Motor 24, trata-se de uma nova prova “a sul de Lisboa” e que deverá substituir a Baja Rota do Douro Verde.

Embora a localização exata ainda não tenha sido revelada, o ACP conta com a colaboração de Câmaras Municipais do Litoral Alentejano para que a prova se concretize. Se o projeto avançar, o ACP estará diretamente encarregue da abertura e do fecho do campeonato de 2020: a abertura com esta nova prova e o fecho com a Baja Portalegre 500.

Campeonato de Portugal de Todo o Terreno

Ao contrário do que se chegou a temer, o CPTT soma e segue, com um bom número de inscritos e um público interessado. Em 2019, o campeonato teve 5 provas:

  • Baja TT do Pinhal (março)
  • Baja de Loulé (abril)
  • Baja TT Capital Vinhos (maio)
  • Baja TT Idanha-a-Nova (setembro)
  • Baja Portalegre 500 (outubro)

O cancelamento da Baja Rota do Douro Verde, marcada para junho, foi o grande contratempo que se verificou no desenrolar do campeonato. Algo que o ACP procura agora resolver, esperando-se assim que o campeonato de 2020 volte a ter o número de seis provas que se considera como o razoável para uma competição equilibrada e sustentável.

Prova extra

Além das cinco provas consolidadas e da nova prova que o ACP quer levar a cabo no litoral alentejano, já está agendada para fevereiro uma corrida extra-campeonato: a Baja Vindimas do Alentejo. Será naturalmente estranho que um evento associado às vindimas decorra em época de Carnaval, mas tal deve-se à suspensão da prova, prevista para o começo de setembro, devido ao risco de incêndio.

A prova tem ainda estatuto de candidata, mas é de prever que, se tudo correr bem, venha a ser integrada no CPTT num futuro próximo. Será então possível ter um excelente campeonato com sete provas ao longo da temporada.